Tv Interativa
Folha Interativa
Ensino

Deputada que pediu para caguetar“professores doutrinadores” vive em um apartamento do Minha Casa Minha Vida

Deputada está sendo investigada

31/10/2018 23h35
Por: Redação Interativa
Fonte: Hoje ES
312
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A ironia faz parte do mundo político. Não é que a deputada estadual eleita por Santa Catarina, Ana Caroline Campagnolo (PSL), a mesma que causou polêmica ao pedir para que estudantes catarinenses filmem e denunciem “professores doutrinadores” em sala de aula, caiu em mais uma contradição. Apesar de seu antipetismo, ela vive em um apartamento financiado justamente por um programa do PT: o Minha Casa, Minha Vida.

 

De acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, ela processou a cooperativa Habitacional de Chapecó alegando que o valor do financiamento que recebeu era inferior ao valor do apartamento. Acusou, inclusive, a cooperativa de corretagem às avessas.

 

Suas reclamações, no entanto, não adiantaram de nada, pois a juíza Nadia Schmidt considerou a ação improcedente. A magistrada diz, em sua resolução, que o valor do financiamento não precisa ser obrigatoriamente o integral do imóvel e que era obrigação de Ana Caroline ter lido o contrato. A deputada eleita vai recorrer da decisão.

 

Outra das contradições da deputada foi revelada pelas denúncias de um estudante. Evangélica, apoiadora de Jair Bolsonaro e defensora do “escola sem partido”, Campagnolo é professora de História e, de acordo com um aluno, chegou a dar aulas vestindo uma camiseta de Bolsonaro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.