Sexta, 16 de Abril de 2021 15:19
-
Tecnologia Tecnologia

Dia Mundial da Astronomia: como começar a estudar o assunto?

Segundo astrônomo, iniciantes devem aprender a fundamentação teórica antes de comprar um telescópio para observar o céu

08/04/2021 02h05
9
Por: Redação Interativa Fonte: R7 - Sofia Pilagallo*, do R7
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Quer aprender astronomia, mas não sabe por onde começar? O R7 te ajuda. Nesta quinta-feira (8), Dia Mundial da Astronomia, conversamos com o professor Rodolfo Langhi, do Observatório de Astronomia da Unesp (Universidade Estadual Paulista) para dar dicas de como iniciar os estudos desta ciência tão fascinante — que, para muitos, ainda pode parecer um bicho de sete cabeças. Confira:

*Estagiária do R7 sob supervisão de Pablo Marques

Segundo Langhi, o primeiro passo para começar a aprender astronomia é entender os princípios básicos desta ciência. Ele recomenda aos iniciantes as aulas disponibilizadas no  YouTube e 100% gratuitas da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), gravadas e ministradas pelo falecido astrofísico João Steiner. Uma outra alternativa é tentar aprender por conta própria, por meio de livros de estudo e mapas celestes

"Aprender astronomia é a mesma coisa que aprender a dirigir. Primeiro você tem que conhecer um pouco de teoria para começar a mexer na direção, na embreagem, trocar a marcha. Você não vai pegando o carro logo de início. Da mesma forma, nós sugerimos que as pessoas primeiro aprendam a fundamentação teórica para depois partir para as observações. Não adianta adquirir um binóculo se você não sabe para onde apontá-lo", afirma

"Muita gente sabe reconhecer as Três Marias ou o Cruzeiro do Sul, mas existem 88 constelações. Embora nem todas sejam visíveis do Brasil, as pessoas têm a possibilidade de reconhecer muitas outras. Então, que tal, consultar alguns livros e mapas celestes e aprender a reconhecer essas constelações? Vale ainda procurar aprender sobre estrelas, planetas e a Lua. O que é uma estrela? Por que ela brilha? Onde se encontram os planetas, os anéis de Saturno? Por que a Lua tem fases? Por que a Lua tem crateras? Essas são algumas perguntas que podem orientar os estudos daqueles que estão começando", completa o professor

Uma vez estudada a parte teórica, é a hora de botar o conhecimento em prática. De acordo com Langhi, a orientação é que a pessoa comece a observar os astros a olho nu para depois pensar em comprar algum equipamento. Ele ressalta a importância de saber se localizar no céu para depois partir para a observação

Para os iniciantes na astronomia, o ideal é sempre começar por um binóculo.

"Com um binóculo, a pessoa já consegue enxergar determinados astros, como aglomerados de estrelas. Com o tempo, no entanto, ela vai perceber que que este instrumento não mostra tanto os detalhes de planetas e da Lua, por exemplo. Este é o momento de começar a pensar em adquirir um telescópio ou uma luneta", orienta

"Eu, particularmente, recomendo aos iniciantes os telescópios do tipo refletor, que em vez de usar lentes, usa espelhos — tipo aqueles espelhos de maquiagem, que amplia a imagem só de um lado, mas de alta precisão. Além de ele ser mais fácil de montar e manusear, a qualidade da imagem também é muito melhor", completa

Vale destacar que por melhores que sejam os equipamentos, não é possível observar os astros sem que haja as condições adequadas para tal. Langhi destaca, portanto, que nos dias de observação, é importante que o céu esteja o mais escuro e limpo possível.

"A pessoa deve procurar um local afastado dos postes e das luzes da cidade, como uma chácara ou um sítio. A luminosidade, inclusive da Lua, pode ofuscar os astros que se deseja observar. O mesmo vale para nuvens"

Justamente por esse motivo, a principal característica que um astrônomo iniciante deve ter, segundo o professor, é paciência.

"Muitas vezes, a pessoa fica se preparando o dia todo para observar o céu e, chega na hora, o céu nubla. Ou passa cerca de uma hora montando e ajustando o telescópio, que é um instrumento muito sensível, e alguém esbarra nele e o tira da posição correta. Essas coisas acontecem e inclusive, são bem comuns. Ser um astrônomo, ainda que amador, requer, sobretudo, muita paciência — mas, no final das contas, os resultados obtidos fazem todo o esforço valer a pena"

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias