Domingo, 13 de Junho de 2021 04:40
-
Geral Pará

Fundação Santa Casa ressalta a importância da imunização no combate e prevenção de doenças 

No Dia Nacional da Imunização, transcorrido nesta quarta-feira, médicos recordam que foi a partir da vacinação que o Brasil erradicou doenças como a poliomielite

09/06/2021 15h05
5
Por: Redação Interativa Fonte: Secom Pará

Um dos objetivos da criação do Dia Nacional da Imunização celebrado, nesta quarta-feira (9), é conscientizar a população sobre a importância de se manter as principais vacinações contra algumas doenças e diminuir a probabilidade de contrair enfermidades como o sarampo, o tétano, a gripe, entre outras.

Mestre em epidemiologia e enfermeira da Santa Casa, Diana Lobato é a responsável pelo CRIE (Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais). Ela afirma que a imunização protege contra várias doenças imunopreveníveis. “Doenças que desde a antiguidade foram responsáveis pelo alto número de morbimortalidade, por doenças imunopreveníveis, entre as quais: difteria, varíola, febre amarela, meningite. Por isso, torna-se importante a vacinação porque nós temos essa proteção, que é chamada de proteção passiva, que é quando você é protegido através de uma vacina”, explicou Diana Lobato.

Morbimortalidade é um conceito da medicina referente ao índice de pessoas mortas em decorrência de uma doença específica dentro de determinado grupo populacional.

Para a médica, Norma Fonseca Assunção, diretora Técnica Assistencial da Fundação Santa Casa, a importância da imunização é fundamental para o ser humano na prevenção às doenças. “Doença, é melhor prevenir do que tê-la. Tem doenças com menores riscos e maiores riscos, depende da minha reação ao germe que está me atacando”. 

Doutora Norma Assunção recordou que o Brasil sempre buscou a imunização, "a gente vê essa conquista no decorrer da história, foi por meio da vacinação que o Brasil conseguiu reduzir e até zerar algumas doenças, como por exemplo sarampo, poliomielite, doenças que trazem sequelas às pessoas. E a vacinação infantil é fundamental no País, mas infelizmente parte da população acaba não valorizando isso.

“Nós que trabalhamos na área da saúde sabemos da importância que isso traz para a redução da morbimortalidade das pessoas. O SUS oferece muitas vacinas de graça. Então vacinar realmente é a melhor estratégia pública para se prevenir de qualquer doença e deixar a população ativa, atuante. E não tem como não querer se vacinar. O caminho é esse”, enfatizou a médica Norma Assunção. 

Vacina que salva –Além de ajudar a evitar doenças, as vacinas também diminuem as complicações mais graves, não apenas na infância, mas também na idade adulta. "Então vacinar o idoso que é uma pessoa que tem a sua fragilidade, prevenindo suas doenças e complicações e a criança que está na fase inicial da vida é de extrema importância, disse Norma Assunção. 

A imunização por meio de vacinas aplicadas nos profissionais que estão na linha de frente, na luta do enfrentamento a qualquer tipo de pandemia, é importante porque são eles que cuidam das doenças que acometem uma população maior. No contexto da Covid-19, a doutora Norma festeja o fato de praticamente 100% dos servidores da Fundação Santa Casa estarem imunizados com as duas doses da vacina contra o novo coronavírus. Alguns receberam a vacina Conavac; outros, a Astrazênica.

Um pouco de história

A primeira vacina foi criada, no mundo, no ano de 1796, pelo médico britânico Edward Jenner, descobridor da proteção contra o vírus da varíola, um grande passo para o fortalecimento da ciência.

O Ministério da Saúde criou o Programa Nacional de Imunização, com a meta de estabelecer um calendário de vacinações contra as principais doenças que atingem crianças, jovens, adultos, idosos e gestantes. A Fundação Santa Casa reitera, então, que é muito importante estar com a carteira de vacinação atualizada.

Por Samuel Mota (SANTA CASA)
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias