Tv Interativa
Folha Interativa
Entrega

Aracruz - Plataforma construída no Estado deixa estaleiro para a Bacia de Santos

P-68 terá capacidade de processar até 150 mil barris de óleo por dia

16/09/2019 23h28Atualizado há 1 mês
Por: Redação Interativa
Fonte: Tribuna On-line
196
Plataforma P-68 (Foto: Agência Petrobras de Notícias)
Plataforma P-68 (Foto: Agência Petrobras de Notícias)

A plataforma P-68 deixou o Estaleiro de Jurong Aracruz, no Norte do Estado, rumo aos campos de Berbigão e Sururu, na Bacia de Santos. A plataforma, construída no Espírito Santo, irá operar nos campos do pré-sal a partir do quarto trimestre deste ano.

Segundo a Petrobras, a plataforma é do tipo FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás) e pode processar até 150 mil barris de óleo e 6 milhões de metros cúbicos de gás por dia. Além disso, a unidade poderá armazenar até 1,6 milhão de óleo e acomodar uma tripulação de 154 pessoas.

O casco foi construído no Estaleiro Rio Grande, no Rio Grande do Sul, e a integração dos módulos e o comissionamento da unidade foram realizados no Estaleiro Jurong Aracruz, em Aracruz, no Espírito Santo.

 

Navio Plataforma poderá processar óleo e gás natural (Foto: Agência Petrobras de Notícias)
Navio Plataforma poderá processar óleo e gás natural (Foto: Agência Petrobras de Notícias)

 

Os campos de Berbigão e Sururu estão localizados na concessão BM-S-11A, operada pela Petrobras (42,5%), em parceria com a Shell Brasil Petróleo Ltda. (25%), Total (22,5%) e a Petrogal Brasil S.A. (10%), sendo as empresas consorciadas as proprietárias da P-68. Os reservatórios desses campos se estendem para áreas sob Contrato de Cessão Onerosa (100% Petrobras) e, após processo de unitização, constituirão as jazidas compartilhadas de Berbigão e Sururu.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.