Folha Interativa
Tv Interativa
Sem Mandato

Vereador Cristiano Dias Vitelli, de Castelo, é cassado

Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, decidiu manter a cassação do vereador de Castelo, Cristiano Dias Vitelli

04/08/2019 00h45
Por: Redação Interativa
Fonte: Hoje ES
36
Vitelli informou que vai entrar com recurso no Pleno para que o colegiado do TSE analise o processo
Vitelli informou que vai entrar com recurso no Pleno para que o colegiado do TSE analise o processo

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, decidiu manter a cassação do vereador de Castelo, Cristiano Dias Vitelli (PL). Ele foi cassado pela Justiça por compra de votos na eleição de 2016. Na última quinta-feira (1º), o recurso foi negado no TSE.

Em março do ano passado, a maior parte dos desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral seguiu a decisão de Joaquim Ricardo Camatta Moreira, da 3ª Zona Eleitoral de Castelo.

O vereador informou, por telefone, que vai entrar com recurso no Pleno para que o colegiado do TSE analise o processo. Vitelli informou ainda que “a decisão monocromática não necessariamente resultará em seu afastamento”.

Quem assume, no caso de cassação de Vitelli, é o primeiro suplente Ramon Lambranho (PMN). Ele obteve 407 votos nas eleições de 2016 e aguarda a notificação com a decisão, que pode demorar entre 10 e 15 dias.

Denúncias
Foram duas denúncias contra Vitelli. Segundo a denúncia do Ministério Público Eleitoral (MPE), o parlamentar teria pago pelo serviço mecânico de um carro de eleitor em troca de voto. Além disso, segundo o MPE, Vitelli teria pago R$ 70 em dinheiro a uma eleitora em troca do voto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.