Quinta, 16 de agosto de 2018
Redação: 27 99700 - 5717 / Comercial: 27 99640 -3523

22º

Min 20º Max 22º

Muito nublado

Vitoria - ES

às 11:10
Educação

10/08/2018 ás 17h42 - atualizada em 12/08/2018 ás 14h47

35

Redação Interativa

Vitória / ES

Método de aprendizagem japonês em Aracruz
Método japonês ensina a estudar. Sem limite de idade, método ensina o aluno a dominar disciplinas, ser autodidata e a aprender com erros.
Método de aprendizagem japonês em Aracruz
Foto: Reprodução

A imigração japonesa no Brasil teve início oficialmente em 18 de junho de 1908, quando o navio Kasato Maru, aportou em São Paulo, trazendo 781 lavradores para as fazendas do interior paulista. Desde essa época, esse povo do oriente, cada vez nos surpreende com seus conhecimentos.


Recentemente os moradores da Região do Vale do Piraqueaçu, formada pelos municípios de Aracruz, Fundão, Ibiraçu, João Neiva e Santa Teresa. Região essa que conta com uma população estimada em mais de 170 mil pessoas, ganharam uma unidade de ensino de raízes nipônicas.


Nesta semana muitas pessoas que transitavam pelo centro de Aracruz, receberam prospectos e alguns deles através das redes sociais, nos perguntaram afinal o que é Kumun?


Fomos atrás de algumas respostas na internet e encontramos uma página oficial do Método Kumun, mas não ficamos só por ai, resolvemos fazer mais buscas.


O Método Kumon nasceu em 1954 no Japão. Quando o filho de Toru Kumon, Takeshi, começou a ter dificuldades em matemática na escola, a sua mãe, Teiko Kumon, pediu uma solução a Toru, já que ele era professor de matemática. Porém, Toru não tinha tempo de ensinar ao seu filho. Assim, criou um material didático autoinstrutivo, para que o filho pudesse estudar sem depender dos ensinamentos de alguém e orientou-o para que trabalhasse conforme o ritmo de sua aprendizagem.


Em pouco tempo, as dificuldades de Takeshi foram resolvidas e Toru percebeu que seria bom que se o seu filho prosseguisse e aprendesse conteúdos mais avançados em relação à sua série.
Takeshi alcançou conteúdos de nível universitário ainda na sexta série do ensino fundamental. Como já estava estudando conteúdos mais avançados em relação à sua série, o seu rendimento escolar era excelente.
Percebendo isso, os pais de outros alunos vieram à saber do emprego do método e pediram exercícios iguais para os seus filhos.


Com o crescente sucesso entre os colegas de Takeshi, Toru pensou em disponibilizar o método para quem estivesse interessado. Desse modo, já em 1956, a esposa Teiko abriu a primeira unidade do Kumon, em Osaka, Japão, concretizando a ideia de Toru.
O método conta, atualmente, com 4,2 milhões de alunos no mundo.



O método


O Kumon é uma metodologia que visa incentivar na criança a autonomia nos estudos, buscando fortalecer o potencial de aprendizado de cada um. Por meio de um processo de aprendizagem planejado e individualizado, o aluno se torna confiante e capaz de enfrentar sozinho o desafio da conquista do conhecimento. Criado por um professor de matemática e pai, preocupado com o processo de aprendizagem do filho, o método Kumon estimula o aluno a gostar de aprender e a se sentir seguro no processo de aprendizagem.
Enquanto estuda Matemática, Português, Inglês ou Japonês, o aluno do Kumon aprende a buscar a informação, por si próprio, resolve e corrige exercícios (tudo com um mínimo de ajuda do orientador) se tornando um autodidata. Além de desenvolver diversas capacidades, como hábitos de estudo, concentração, raciocínio lógico, agilidade mental, capacidade de execução de tarefas, autonomia, responsabilidade, disciplina, entre outras.


Quanto mais cedo à criança aprender a ler e escrever melhora o seu desenvolvimento


A alfabetização em idade pré-escolar aumenta o vocabulário, estimula a memória, a escrita e a fala

A alfabetização é mais que conhecer as letras,  é saber interpretá-las e conseguir aprender os conteúdos ensinados na escola. A leitura e a escrita abrem um universo de oportunidades às crianças, permitindo que elas explorem o mundo por seus próprios olhos e construam uma base forte de conhecimento que levarão por toda a vida. E quanto antes esse aprendizado começar, melhor
Quando a criança começa a ler desde os primeiros anos de idade, adquire um vocabulário rico, desenvolve sua capacidade de estabelecer relações abstratas, estimula a memória e amplia sua visão de mundo.
Para saber mais acesse:


  https://www.kumon.com.br

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium