Quinta, 15 de novembro de 2018
Redação: 27 99700 - 5717 / Comercial: 27 99640 -3523

25º

Min 23º Max 29º

Muito nublado

Vitoria - ES

às 22:01
Tecnologia

24/06/2018 ás 16h13 - atualizada em 24/06/2018 ás 16h23

146

Redação

Teresina / PI

Proteção de dados pessoais ganha importância na política e economia no Brasil e no mundo
Processamento
Proteção de dados pessoais ganha importância na política e economia no Brasil e no mundo
Foto: Divulgação

Todos os dias, deixamos “rastros” em diversas atividades cotidianas. Quando damos “likes” ou compartilhamos algo em redes sociais, indicamos preferências sobre temas. Ao fazer um cadastro para acessar um site ou serviço na internet, fornecemos identificações importantes, como carteira de motorista e endereço. Ao dar o CPF após uma compra ou para adquirir descontos, fornecemos ao vendedor nossa identificação e informações sobre o que adquirimos e quanto gastamos. Ao usar a digital para entrar em um prédio, deixamos um registro biométrico fundamental sob responsabilidade de empresas e órgãos que, muitas vezes, são desconhecidos.


Com a disseminação da coleta massiva de informações das pessoas, os riscos de abusos e violação ao direito à privacidade (garantido no Brasil pela Constituição Federal) vêm crescendo, provocando o debate sobre a necessidade de legislações específicas. Acesse o conteúdo completo na Agência Brasil.


Debate no Congresso


Escândalos de vazamento de dados colocaram em evidência a importância da proteção das informações produzidas pelas pessoas nas mais diversas atividades sociais, políticas e culturais e ajudaram a dar força para propostas de regulação da proteção de dados pessoais em tramitação no Congresso. Atualmente, Câmara e Senado analisam proposições sobre o tema.


Relatores discutem projetos


Agência Brasil conversou com os dois parlamentares responsáveis pelas principais propostas para disciplinar a proteção, a coleta e o processamento de dados pessoais: o deputado Orlando Silva, relator do Projeto de Lei (PL) 5276/2016 em uma comissão especial criada na Câmara para analisar a matéria, e o senador Ricardo Ferraço, relator do PL 330/2013 na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. A expectativa dos dois parlamentares é que as novas versões dos PLs sejam apresentadas ainda no mês de maio. Leia mais




Orlando Silva


 


“É preciso ter atenção para o item da transferência internacional de dados. O mundo está hiperconectado. Não importa o status que possuam, mas empresas com representação no país devem ser cobertas pela lei. Não há empresa relevante que não tenha presente necessidade de cuidar dos dados. Facebook acabou de alterar política de consentimento. Ou protegemos dados das pessoas para que haja confiança ou corremos o risco de travar a evolução de possibilidades.”


Orlando Silva, PCdoB-SP


 




Ricardo Ferraço


 


“Ficou evidente a necessidade de evoluirmos em um marco sobre a proteção dos dados. O desafio é enorme, pois este é um tema muito sensível. União Europeia anunciou novo código de proteção de dados e este debate tem sido importante porque estamos nos valendo desta massa crítica, para que tenhamos algo que possa regular, mas o desafio é fazer algo que não seja intervenção, que iniba inovação, conhecimento e ferramentas extraordinárias.”


Ricardo Ferraço, PSDB-ES


 


Divergências 


Apesar do consenso sobre a necessidade da aprovação de uma lei, há diversas polêmicas sobre o conteúdo dessas normas. As divergências vão desde o conceito de dados pessoais até as hipóteses em que uma empresa possa utilizar as informações para uma finalidade diferente da explicada no momento da coleta. Enquanto empresas querem menos obrigações argumentando que podem dificultar a inovação, organizações da sociedade civil defendem uma norma com direitos amplos aos usuários e limites claros a quem realiza o tratamento.


Outros países


Enquanto o Brasil ainda discute propostas para uma legislação específica que discipline a proteção de dados pessoais, o tema já foi reconhecido como relevante por diversos outros países, que estabeleceram leis ou normas voltadas a regular a coleta e o processamento de informações. Saiba mais

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
 Direito & Cidadania

Direito & Cidadania

Blog/coluna Toda a semana você terá um assunto relacionado a direito e cidadania.
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium