Terça, 17 de julho de 2018
Redação: 27 99700 - 5717 / Comercial: 27 99640 -3523

23º

Min 20º Max 24º

Parcialmente nublado

Vitoria - ES

às 10:48
Geral

23/12/2017 ás 19h04 - atualizada em 25/12/2017 ás 15h59

171

Redação

Teresina / PI

Aracruz - Projeto de Lei sobre IPTU beneficiará aproximadamente 2000 famílias
IPTU
Aracruz - Projeto de Lei sobre IPTU beneficiará aproximadamente 2000 famílias
Vista aérea de Aracruz - Foto Divulgação

Reajuste de 2% e não de 20%


Diferentemente do que está sendo divulgado nas redes sociais, cerca de 80% das zonas de valorização da Planta Genérica (ZV) terão reajuste de 2% ou menos, e não de 20%.


Desaprovação


Caso o Projeto de Lei não seja aprovado, será aplicado sobre todos os imóveis do município reajuste de 2,8%, correspondente ao IPCA-e acumulado neste ano de 2017, em virtude ao que dispõe o artigo 327 da Lei 2.521/2002, ou seja, valor maior do que o proposto pela Prefeitura atualmente.


Aprovação


De acordo com o Secretário de Finanças do Município, Zamir Gomes, localidades como Jacupemba, Vila do Riacho, Barra do Riacho, Clemente, Itaputera, Limão, Morobá e Nova Conquista, seriam as mais beneficiada, com um total de, aproximadamente, 2.000 (duas mil) famílias, caso o Projeto de Lei, seja aprovado pela Câmara Muncipal de Aracruz.


Assim, com o Projeto de Lei aprovado, cerca de 80% (oitenta por cento) dos imóveis do Município teriam reajuste de apenas 2% e não 20% .


Planta Genérica de Valores


A Planta Genérica de Valores tem por finalidades definir, para fins de lançamento do IPTU e ITBI, o valor venal dos imóveis localizados na zona urbana da cidade de Aracruz. O valor venal, por sua vez, é uma estimativa que o Poder Púbico realiza sobre o preço dos imóveis.


Atualização


A última atualização da Planta Genérica se deu no ano de 2013, por meio da Lei nº 3.768/2013 e  a equipe técnica da Secretaria de Finanças executou os trabalhos necessários para atualizá-la neste ano de 2017.


A atualização da Planta Genérica cumpre determinação do artigo 80 do Código Tributário Municipal (Lei nº 2.521/2002), devendo ser atualizada a cada quatro anos.  


Assim, tal obrigação é imposta ao Governo Municipal, sob pena de incorrer em crime fiscal, por renúncia de receita, no caso de não observância.


Está inclusa ainda no Projeto de Lei, o desconto concedido de 50% (cinquenta por cento) sobre o valor do imposto apurado pela Planta Genérica, além dos 10% (dez por cento) concedidos àqueles que optarem pelo pagamento em cota única.


Inovação


O Projeto de Lei apresentado trará inovações e benefícios à população:


- Isenção ao contribuinte que possua imóvel destinado a sua residência com valor venal máximo de até R$41.000,00 (quarenta e um mil reais).


- Inclusão das pessoas que recebem Benefício de Prestação Continuada (BPC) para fazer jus à isenção do IPTU, nos mesmos termos estabelecidos aos aposentados e pensionistas.


- As Associações de Moradores também permanecerão no rol de isentos do IPTU, nos termos da legislação.


O que é Benefício de Prestação Continuada (BPC):


BPC significa Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social, um tipo de ajuda mensal equivalente a um salário mínimo que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) proporciona a:


• Idosos com 65 anos ou mais;  


• Pessoas com deficiência e incapacitadas para o trabalho.


Em ambos os casos, o beneficiário deverá comprovar que a renda familiar é inferior a um quarto do salário mínimo vigente.


O BPC é um direito dos cidadãos garantido no artigo 203 da Constituição Federal de 1988 e, como tal, o acesso ao benefício não implica nenhuma contribuição para a Previdência Social.


A administração do BPC está a cargo do MDS (Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome) e os recursos financeiros são provenientes do FNAS (Fundo Nacional de Assistência Social).


Para solicitar o BPC, o requerente deve fazer um agendamento do atendimento numa Agência do INSS próxima da residência ou através da internet.


Na data e hora marcada, deve apresentar os seguintes documentos:


•  CPF


• Um documento de identificação pessoal escolhido dentre os seguintes: Carteira de identidade, Certidão de nascimento ou casamento, Certificado de reservista ou Carteira de trabalho e previdência social.


• Formulários de Requerimento de Benefício Assistencial e Declaração sobre a Composição do Grupo e Renda Familiar (disponíveis nas Agências do INSS).


O pagamento do benefício é efetuado diretamente ao beneficiário ou ao seu representante legal através do banco autorizado.


Clique no link abaixo para verificar se você poderá obter o BPC, junto ao INSS:



Atenção: agendamentos para crianças com microcefalia devem ser realizados pelo 135.


 


 


 

FONTE: Redação Interativa

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium