domingo, 17 de dezembro de 201717/12/2017
27 0000-0000
Nublado
23º
25º
27º
Vitoria - ES
Erro ao processar!
ESPORTES
China inflaciona o mercado da bola e preocupa os clubes europeus
Com altas quantias propostas, mercado chinês é uma ameaça inclusive aos grandes times europeus
Fabrício Vieira Teresina - PI
Postada em 03/01/2017 ás 14h57
China inflaciona o mercado da bola e preocupa os clubes europeus

Divulgação: Carlitos Tevez deixou o Boca em direção à China e terá o maior salário do planeta

Depois de ter desfalcado o futebol brasileiro com contratações de alguns dos melhores jogadores do país, chegou a vez da China atormentar os clubes europeus. Baseados em capitais de empresas nacionais e incentivo do governo do presidente Xi Jinping, o investimento asiático no futebol vem crescendo ainda mais e se mostrando uma forte potência e concorrência.



 



Com propostas exorbitantes, a China inflaciona o mercado internacional do futebol. Com contrato assinado na semana passada, Carlitos Tevez vai receber o maior salário do mundo do Shangai Shenhua. O argentino ganhará R$ 129,4 milhões por ano do time chinês.



 



O português Cristiano Ronaldo também recebeu uma proposta para jogar na Ásia. O atacante ganharia R$ 340 milhões por ano, cerca de R$ 940 mil por dia. No entanto, recusou a oferta.



Acredita-se que até o final de fevereiro, com o fechamento da janela de transferência da China, os clubes gastem mais de R$ 1,7 bilhão na contratação de jogadores. Esse montante superaria R$ 1 bilhão do mesmo período do ano passado.



 



Acredita-se que até o final de fevereiro, com o fechamento da janela de transferência da China, os clubes gastem mais de R$ 1,7 bilhão na contratação de jogadores. Esse montante superaria R$ 1 bilhão do mesmo período do ano passado.



 



O meia brasileiro Oscar foi a primeira transação astronômica a ingressar no futebol chinês. Por uma quantia de R$ 204 milhões, ele trocou o Chelsea pelo Shanghai SIPG. Após o negócio, Antonio Conte, treinador do time inglês, fez um alerta: "O mercado chinês é um perigo para todos os clubes do mundo".



Na mira



Alguns nomes do futebol europeu já estão sendo cobiçados pelos chineses. O brasileiro naturalizado português Pepe, do Real Madrid, vem sendo cotado pelo Herbei Fortune por R$ 51 milhões anuais.



Diego Costa do Chelsea também recebeu uma proposta de R$ 320 milhões por ano pelo Tianjin Quanjian. No ano passado, o time gastou R$ 54 milhões em contratações de Geuvânio e Jadson.



O ex-jogador e empresário Rafal Scheidt explicou ao "Estadão" que a China prefere os jogadores sul-americanos porque os europeus ainda não se corromperam. "Se um jogador vale R$ 2 milhões, o clube pede R$ 20 milhões para liberá-lo quando fica sabendo que tem uma equipe da China interessada porque eles têm muito dinheiro", disse.


FONTE: IG
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
185
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium