domingo, 17 de dezembro de 201717/12/2017
27 0000-0000
Nublado
23º
25º
27º
Vitoria - ES
Erro ao processar!
POLÍTICA
Prefeito de São Mateus é condenado a pagar multa e tem contas de 2013 julgadas irregulares
Amadeu Boroto foi condenado a pagar multa no valor de R$ 5 mil, devido à ausência de recolhimento de valores previdenciários retidos de servidores e terceiros
Fabrício Vieira Teresina - PI
Postada em 13/10/2016 ás 00h02 - atualizada em 13/10/2016 ás 00h10
Prefeito de São Mateus é condenado a pagar multa e tem contas de 2013 julgadas irregulares

Foto: Divulgação

Com base em parecer do Ministério Público de Contas (MPC), o prefeito de São Mateus, Amadeu Boroto, teve as contas de gestão relativas ao exercício de 2013 julgadas irregulares pelo Plenário do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES) e foi condenado a pagar multa no valor de R$ 5 mil, devido à ausência de recolhimento de valores previdenciários retidos de servidores e terceiros. A decisão foi tomada na sessão do dia 4 de outubro.



O MPC divergiu da manifestação do corpo técnico, que havia afastado a irregularidade, por entender que a ausência de recolhimento de valores retidos de servidores e terceiros indica apropriação indevida de recursos financeiros. O relator, conselheiro Carlos Ranna, acompanhou o posicionamento ministerial e foi seguido pelos demais conselheiros.



Em seu parecer, o MPC destacou que os parcelamentos relacionados pelo prefeito em documentação analisada pelo corpo técnico comprovam que não houve recolhimento tempestivo de valores retidos referentes a contribuições previdenciárias, inclusive relativas ao exercício de 2013. O órgão ministerial salientou que “o atraso no recolhimento das parcelas devidas tem repercussão para o município em despesas indevidas e desnecessárias com juros e multas, o que representa prejuízo ao erário municipal”.



Confira o parecer do MPC no processo TC 3051/2014


FONTE: MPC/ES
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
285
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium